Contratar o Beto Barbosa

Blog

DEUS
Postado em 20 de Outubro de 2011
0
Comentários

Deus sempre nunca é de mais...

Enxergá-lo, é dádiva dos céus aos que tiveram a sorte da visão.

 

 

Continuar lendo
PLEBÍSCITO NO ESTADO DO PARÁ
Postado em 20 de Agosto de 2011
0
Comentários

O Pará se prepara confuso para um plebiscito que pode estar escondendo por traz de tudo, uma “Privatização de terras onde dormem as riquezas minerais mais profundas do Brasil” ou uma mudança real tão esperada pelos conterrâneos que sofrem há anos por nebulosas gestões de políticos locais e nacionais. O tema é amplo, complexo e cheio de homens bem intencionados Será? Só sei que: O povo já se cansou de ver as desigualdades sociais, garimpos poluindo as nascentes, disputas de terras violentas, trabalho escravo, pedofilia, ocupação urbana caótica dentro de um estado que não faz absolutamente nada para conter o desmatamento da Amazônia que morre lentamente vendo seu verde e seu povo desaparecer. O Estado do Pará é rico em terras, água Potável, floresta, gado, madeira e minerais, mas a maioria do seu povo vive na pobreza ardente administrados por políticos de pouca ação social. A população do meu estado sofre há séculos vendo seus representantes curtindo as Praias de bacana ostentando suas mansões e seus carrões em foto no primeiro jornal da capital e, gastando a nossa grana em Paris, Nova York etc... Carajás e Tapajós, dois Estados novos surgindo oriundos da subdivisão do Pará. Seriam os novos personagens deste filme sofrido pela irresponsabilidade de seus gestores e passividade de um povo que não grita e não briga por seus direitos constitucionais. Penso que, chegou à hora de rever o que esta por traz deste engodo e o que poderá vir de bom no futuro com mais esta idéia dos espíritos de Satã. Se a divisão fosse desenvolver de verdade os municípios que ficam distante do progresso da capital e diminuir a distância entre o rico e o pobre, eu assinaria meu voto agora. De qualquer forma, alguma coisa precisa ser feita em favor dos conterrâneos destas regiões distantes. A fartura de terras e riqueza é grande... Assim como a corrupção dos centralizadores, falta de segurança, educação, Saúde, moradia, trabalho e cultura... De cultura, falo com conhecimento de causa, pois vencer artisticamente no Pará é algo quase impossível por falta de apoio cultural. Quem quiser vencer artisticamente no Estado, tem que sair dele para vencer lá fora. Na Bahia tem o Axé. No Rio tem o samba e o carnaval. No Nordeste tem o forró de todos os dias. No Sul, a cultura Sertaneja fazendo eco no País. Sudeste, centro Oeste, Rock Nacional, Pop Roque, explodindo com suas festas anuais em calendário Nacional. Em Belém do Pará é diferente, parece até a Bolívia e a Venezuela, sem fabricas e sem emprego por comprar tudo enlatado. Sergio Cardoso se vivo fosse, diria a mesma coisa do seu estado do Pará. Sergio venceu, cresceu e morreu com direito a Teatro na maior Capital do País (Teatro Sergio Cardoso em São Paulo). Mas, nunca foi Homenageado em sua terra Natal, pelo menos eu nunca soube desta homenagem. Se alguém souber, que me diga, por favor, para que eu não cometa mais esta ignorância. Pinduca, Sebastião Tapajós, Nilson Chaves e tantos outros talentos que vivem muito bem lá fora, mas sofrem por falta de apoio local. Penso que a discrepância é por ignorância ou vergonha cultural dos que detém a máquina. Os centralizadores da mídia local não têm interesse de abrir espaço e cobrar dos seus políticos esta agenda nacional importante e necessária para o desenvolvimento e receita de seu povo. E assim, vamos atravessando este céu cinzento onde os políticos estão de volta com mais um assunto polemico. Seria bom que o amor dos políticos a Pátria amazônica fosse maior que seus interesses ordinários. Se for para o bem do meu estado do Pará, meu discurso é este: SE O PARÁ TRABALHA PARA BELÉM GASTAR E POLITICO OSTENTAR, MUDANÇAS JÁ!!!!

 Meu Ponto de vista!

Fiquem com Deus.

 

Continuar lendo
REBELDIA
Postado em 10 de Agosto de 2011
0
Comentários

Feliz é aquele que caminha bem longe da solidão dos ditadores. A paixão egoísta de todos eles, me impede de amá-los pela insistência de minha rebeldia. Para celebrar o abismo que se segue, faço valer a força do meu sacrifício para o bem de quem me cerca.

Boa noite !!!

Fiquem com Deus !!!

Continuar lendo